O Fórum Urbano é um espaço digital para o diálogo

O Fórum Urbano no AngoNet é um espaço digital para o diálogo entre as comunidades e o Governo local em Angola sobre planeamento e desenvolvimento. Este website é uma plataforma para a partilha de informação sobre serviços básicos e infra-estruturas no Municípios de Angola.

O mapeamento e as bases de dados marcam um momento no tempo: este website providencia uma referencia para que, dentro de alguns anos, os habitantes possam saber se as condições no seu município melhoraram e ter pontos de referencia concretos para saber o que melhorou exactamente.

Leia Mais
Municipal Atlas/Dados

Interagir com os Fórums Municipais

Forum

Cazenga

A densidade populacional em Cazenga é de 306 pessoas por hectare. Leia Mais

Forum

Cacuaco

Sessenta e nove por cento das famílias em Cacuaco não tem acesso à rede publica de água potável. Leia Mais

Forum

Viana

A população de Viana cresceu de 60.000 habitantes para um milhão entre 2000 e 2008. Leia Mais
Em Breve: Kilamba Kiaxi Forum

Os Fóruns Municipais são grupos de residentes que se organizam para defender os serviços e colaborar com a administração administração local. Três Fóruns Municipais em Luanda mantêm actualmente um website.


Mapear Luanda

Development Workshop acompanha padrões de estabelecimento de povoações, população, habitação e outras tendências em Luanda com a tecnologia de mapeamento de Sistema de Informação Geográfica (SIG).

As ferramentas aqui apresentadas apresentam sobre as condições sociais e económicas em Luanda para mapas da cidade. É importante comparar indicadores sociais e económicos com o espaço físico da cidade porque perceber informações estatísticas relacionadas com a geografia pode informar como e onde fazer investimentos em infra- estruturas.

Densidade Populacional

Densidade Populacional por bairro

Percentagem anual do crescimento populacional (2000 - 2008)

Estruturas construídas e demolidas entre 2008 e 2010

Percentagem de novas estruturas entre 2008 e 2010 por bairro

Vulnerabilidade Ambiental

Fontanários

Tipologias dos aglomerados habitacionais

Indicadores ODM - Indicador 1: Densidade Populacional

Indicadores ODM - Indicador 2: Segurança do titulo de propriedade

Indicadores ODM - Indicador 3: Estruturas Duradouras

Indicadores ODM - Indicador 4: Acesso a água

Indicadores ODM - Indicador 5: Acesso a Instalações Sanitárias

Indicadores ODM - Ranking Geral

A densidade mede quantas pessoas vivem em cada hectare - um hectare é ligeiramente menor que a área de um campo de futebol. Enquanto que de acordo com o Instituto Nacional de Estatística a média de densidade populacional em Luanda é de 12 pessoas por hectare, a cidade tem muitas zonas periféricas que não estão desenvolvidas. Em áreas centrais como Cazenga, por exemplo, a densidade populacional é de mais de 300 pessoas por hectare.

A densidade mede quantas pessoas vivem em cada hectare - um hectare é ligeiramente menor que a área de um campo de futebol. Enquanto que de acordo com o Instituto Nacional de Estatística a média de densidade populacional em Luanda é de 12 pessoas por hectare, a cidade tem muitas zonas periféricas que não estão desenvolvidas. Em áreas centrais como Cazenga, por exemplo, a densidade populacional é de mais de 300 pessoas por hectare.

Algumas áreas da cidade estão a crescer mais do que outras. As estatísticas populacionais presentes neste mapa são baseadas na combinação de dados do recenseamento e no mapeamento de telhados por toda a cidade de Luanda. O mapeamento de telhados permitiu a categorização de tipos de edifícios (ou seja, casa, prédios de apartamentos, etc.) e depois estimar o numero de habitantes que residem em cada edifício.

A população de Luanda tem crescido a um ritmo de 8% desde 2000 - no entanto, o crescimento varia de bairro para bairro. O crescimento tem sido a um ritmo mais alto em áreas como Cacuaco e Sambizanga, enquanto que em áreas periféricas como Viana só agora se começam a desenvolver.

Este mapa mostra onde foram construídos novos edifícios e onde outros foram demolidos entre 2008 e 2010. Este mapa foi criado pela Development Workshop utilizando imagens de satélite de Luanda para localizar os telhados de edifícios. Padrões de construção e demolição foram documentados comparando imagens de satélite de 2008 e 2010.

Este mapa mostra onde foram construídos novos edifícios e onde outros foram demolidos entre 2008 e 2010. Este mapa foi criado pela Development Workshop utilizando imagens de satélite de Luanda para localizar os telhados de edifícios. Padrões de construção e demolição foram documentados comparando imagens de satélite de 2008 e 2010.

A terra disponível e a preço acessível tornou-se escassa, daí alguns habitantes terem construído as suas casas perto de áreas vulneráveis tais como lagoas, ravinas e riachos que habitualmente transbordam. Tipicamente, viver a menos de 100 metros de lagoas, ravinas e riachos expõe os edifícios a potenciais inundações.

Poucos moradores de Cazenga têm acesso ao sistema público de água canalizada, por isso muitos obtêm água em fontanários. Este mapa mostra a localização de fontanários em Hoji ya Henda e as áreas entre 100 - e 200 metros de distâncias a pé dos mesmos. Embora muitos fontanários tenham sido construídos, muitas famílias ainda têm de andar bastante para ter acesso à água.

As diversas áreas de Luanda têm características distintas em consequência de diferentes alinhamentos de ruas, tipos de edifícios e materiais utilizados, estrato social do bairro e acesso a serviços e infra-estruturas. Utilizando fotografia por satélite e observação no local, a Development Workshop criou um mapa de 11 aglomerados habitacionais. A maioria dos habitantes de Luanda vive em musseques. A categoria mais comum de musseque - musseques antigos - tem 2.3 milhões de habitantes. Ha 165.000 pessoas a residir no antigo centro urbano e 240.000 habitantes em áreas rurais.

Development Workshop conduziu pesquisas casa a casa na cidade de Luanda com o objectivo de classificar as 11 tipologias de aglomerados no que diz respeito às condições físicas que facilitam ou criam barreiras para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Os resultados da pesquisa estão demonstrados nestes mapas do ODM. Os mapas indicam os locais na cidade onde são necessárias obras de melhoramento de diferentes serviços e infra-estruturas e os desafios que são necessários ultrapassar para implementar estas melhorias.

A densidade populacional varia fortemente em Luanda. Mesmo num hectare quadrado, a densidade pode variar. Nas zonas onde a densidade é maior, a necessidade de infra-estruturas e serviços aumenta. O potencial de riscos de saúde aumenta também com densidade populacionais maiores. Geralmente a densidade é maior nas zonas mais antigas da cidade. Alguns musseques perto da zona antiga da cidade têm densidades populacionais de mais de 500 pessoas por hectare.

Development Workshop conduziu pesquisas casa a casa na cidade de Luanda com o objectivo de classificar as 11 tipologias de aglomerados no que diz respeito às condições físicas que facilitam ou criam barreiras para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Os resultados da pesquisa estão demonstrados nestes mapas do ODM. Os mapas indicam os locais na cidade onde são necessárias obras de melhoramento de diferentes serviços e infra-estruturas e os desafios que são necessários ultrapassar para implementar estas melhorias.

Este indicador mede o nível do titulo de propriedade pelos habitantes e o grau no qual as infra-estruturas publicas podem ser instaladas dadas as condições das estradas e direitos de passagem. Os musseques antigos e localizados na periferia, bem como os aglomerados rurais, requerem reorganização antes dos serviços poderem ser instalados e os residentes dessas áreas enfrentam altos riscos de expropriação se o titulo de propriedade não for assegurado

Development Workshop conduziu pesquisas casa a casa na cidade de Luanda com o objectivo de classificar as 11 tipologias de aglomerados no que diz respeito às condições físicas que facilitam ou criam barreiras para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Os resultados da pesquisa estão demonstrados nestes mapas do ODM. Os mapas indicam os locais na cidade onde são necessárias obras de melhoramento de diferentes serviços e infra-estruturas e os desafios que são necessários ultrapassar para implementar estas melhorias.

Este indicador mede se os habitantes de determinada tipologia de aglomerado habitam em estruturas estáveis e protegidas do vento e da chuva. Materiais como ferro forjado são indicadores de recursos financeiros limitados.

Development Workshop conduziu pesquisas casa a casa na cidade de Luanda com o objectivo de classificar as 11 tipologias de aglomerados no que diz respeito às condições físicas que facilitam ou criam barreiras para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Os resultados da pesquisa estão demonstrados nestes mapas do ODM. Os mapas indicam os locais na cidade onde são necessárias obras de melhoramento de diferentes serviços e infra-estruturas e os desafios que são necessários ultrapassar para implementar estas melhorias.

Este indicador mede se os habitantes de determinada tipologia de aglomerado habitam numa zona com acesso a água potável. A maioria dos residentes em Luanda tem acesso a água potável através do mercado. A água comprada no mercado é cara e de fornecedores que não oferecem segurança.

Development Workshop conduziu pesquisas casa a casa na cidade de Luanda com o objectivo de classificar as 11 tipologias de aglomerados no que diz respeito às condições físicas que facilitam ou criam barreiras para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Os resultados da pesquisa estão demonstrados nestes mapas do ODM. Os mapas indicam os locais na cidade onde são necessárias obras de melhoramento de diferentes serviços e infra-estruturas e os desafios que são necessários ultrapassar para implementar estas melhorias.

Este indicador mede se os habitantes de determinado aglomerado têm acesso a Instalações Sanitárias. O sistema de esgotos de Luanda só cobre o antigo centro urbano. Alguns dos novos projectos habitacionais também têm sistema de esgotos. Na maioria das áreas de Luanda, os residentes utilizam fossas sépticas ou latrinas. O acesso a instalações sanitárias é inadequado em musseques periféricos e aglomerados rurais.

Development Workshop conduziu pesquisas casa a casa na cidade de Luanda com o objectivo de classificar as 11 tipologias de aglomerados no que diz respeito às condições físicas que facilitam ou criam barreiras para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Os resultados da pesquisa estão demonstrados nestes mapas do ODM. Os mapas indicam os locais na cidade onde são necessárias obras de melhoramento de diferentes serviços e infra-estruturas e os desafios que são necessários ultrapassar para implementar estas melhorias.

Este ranking é a media dos 5 indicadores dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. Quanto mais alto o ranking, maior é a necessidade de determinada área precisar de melhorias nos serviços e infra-estruturas. Em tipologias de aglomerados com um ranking de 3, a combinação destes factores cria condições nas quais os habitantes estão expostos a altos riscos de vulnerabilidade ambiental.

Pessoas por hectare:
0-125,000
125,000-250,000
250,000-375,000
375,000-500,000
500,000-625,000
625,000+
Percentagem:
N/A
-15-0
0-15
15-30
30-45
45-60
60+
Structures Added 2008 - 2010
Structures Demolished 2008 - 2010
Percentagem:
0-3
3-10
10-20
20-100
100+
100m buffers
200m buffers
Fontanário
Resultado:
1 - Baixa Densidade (Menos de 100 pessoas por hectare.)
2 - Densidade Média (100 a 300 pessoas por hectare.)
3 - Densidade Alta (Mais de 300 pessoas por hectare.)
Resultado:
1 - Organização / Planeamento dos Aglomerados (Áreas planeadas com subsídios para infra-estrutura pública e regularização fundiária ou provisória.)
2 - Aglomerados a Melhorar (Musseques organizados, com ruas alinhadas em que a infra-estrutura pública pode ser instalada.)
3 - Aglomerados desorganizados (Assentamentos com traçado urbano desorganizado que são difíceis de actualizar com serviços urbanos, estes precisam antes de reorganização antes da melhoria de infra-estruturas de serviços.)
Resultado:
1 - tijolos e telhas cerâmicas, blocos de cimento (Os materiais mais caros, tradicionalmente usados em prédios altos no centro da cidade.)
2 - Adobe, madeira, ferro ondulado (Quando bem cuidado, oferece protecção suficiente contra vento e chuva.)
3 - Pau-a-pique, Ferro ondulado (para construção ), telhado de Sapé (Pau- a-pique é uma mistura tradicional de madeira e argila, mas raramente usada hoje devido à falta de madeira.)
Resultado:
1 - Conexão para canalização de água pública (As famílias obtêm água através de ligações canalizadas para a rede formal de abastecimento de água.)
2 - Torneiras de água públicas / bombas manuais (As famílias obtêm água através de torneiras de água e fontanários.)
3 - Sem acesso à água potável (As famílias obtêm água através do mercado informal , incluindo a compra de água de camiões cisterna, torneiras privadas ou tanques garrafas de água ou poços desprotegidos.)
Resultado:
1 - Conexão ao esgoto e colecta regular de resíduos (Domicílios ligados à rede de esgoto, que tem cobertura limitada no centro antigo da cidade, serviços de remoção de resíduos pelo menos uma vez por semana.)
2 - Fossas sépticas / latrinas melhoradas e coleta de lixo irregular (Os domicílios têm fossa séptica ou latrina, que em Luanda são consideradas instalações sanitárias melhoradas, os depósitos de lixo comuns são irregularmente limpos pelos camiões de remoção de resíduos.)
3 - Inadequados / Sem Instalações e Sem serviços de resíduos (As famílias têm acesso a instalações sanitárias em fossas descobertas ou latrinas públicas; sem recolha de lixo, os resíduos são descartados pelos moradores enterrando-os ou queimando-os.)
Resultado:
1 - 1.5 Baixo
1.5 - 2.5 Médio
2.5 - 3 Alto
Tipologias:
Areas Rurais
Áreas de Auto-construção Dirigida
Bairro Popular
Zonas de Habitação Social
Musseques Antigos
Musseques em Transição
Musseques Ordenados
Musseques Periféricos
Centro Urbano Antigo
Novas Urbanizações e Condomínios
na Industrial
(Fonte: Development Workshop Survey, 2012)

Dados comparativos por Provincia

Os seguintes dados posicionam Luanda no contexto geral de Angola - ajudam a perceber o desenvolvimento de Luanda em relação ao desenvolvimento do País.

Desde 2006, habitantes e organizações da sociedade civil em toda a Angola têm trabalhado com o Instituto Nacional de Estatísticas para compilar dados sociais, económicos e demográficos sobre as províncias do Pais. Development Workshop patrocina estas actividades.

Estes dados promovem o diálogo sobre padrões de desenvolvimento urbano de Luanda e as necessidades de serviços e infra-estrutura para os moradores.

Enquanto se procede à analise destes dados, é importante ter em mente um pressuposto baseado num relatório elaborado pelo Instituto Nacional de Estatística - a população de Luanda é de 2.8 milhões de pessoas. Isto influencia factores-chave - tais como a relação de dependência e o numero de médicos por 1000 habitantes - uma vez que estes são calculados em relação directa com a população da cidade. Estes indicadores seriam diferentes se, por exemplo, a população de Luanda fosse estimada em mais de 5 milhões - que, no Painel de Dados, é o valor utilizado pela Development Workshop.

Ao longo da pesquisa abaixo estão incluídos links para uma base de dados do Banco Mundial para que os indicadores de Angola possam ser comparados a um mapa do indicador na escala global.


População

Cerca de 30% dos Angolanos reside em Luanda. O crescimento da população no País tem sido especialmente rápido desde a década de 80 - a população total duplicou desde 1985.

Histórico da População de Angola

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Durante os anos 90 e 2000, a população angolana cresceu aproximadamente o mesmo número de pessoas - 3,5 milhões.

Densidade Demográfica, por Província (2005 – 2008)

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Luanda é de longe a área de Angola com a maior densidade populacional. Huambo é a segunda área mais densa. O número médio de pessoas que vivem num único hectare em Luanda é de 12 -, mas porque muitas das áreas periféricas da província são ainda pouco desenvolvida, a densidade populacional no centro da cidade é muito maior, até 500 pessoas por hectare.

Angola Pirâmide etária 2008

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Sessenta por cento da população Angolana situa-se abaixo dos 20 anos. Isto é uma altíssima proporção da população que é jovem - muitos outros países africanos estão a experenciar esta tendência. "Protuberâncias da Juventude" - como é conhecida esta tendência - fruto de altas taxas de fertilidade.

Voltar ao topo dos dados de Luanda

Vulnerabilidade

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Rácio de dependência - compara o número de pessoas que estão em idade de trabalhar com o número de pessoas que são jovens ou velhos e que precisam de cuidados permanentes.

O rácio de dependência em Angola é 100,64. Isto é muito elevado, mas comparável com outros países africanos. Os índices de dependência em África tendem a ser elevados por causa do grande número de jovens.

Voltar ao topo dos dados de Luanda

Estatística demográfica

Uma maneira de medir o crescimento populacional é pelos nascimentos e mortes. A taxa de crescimento da população é encontrado subtraindo-se do total de mortes por 1.000 pessoas do total de nascimentos por 1.000 pessoas. Em Luanda em 2008, a taxa de crescimento populacional foi 9.2 novas pessoas por 1000 habitantes.

Nascimentos e Mortes em Luanda (2005 - 2008)

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Dado a população de Luanda estar a mudar tão rapidamente, estes dados são difíceis de encontrar. Os dados aqui apresentados são apenas parciais -, mas, no entanto, eles demonstram como a população de Luanda está a crescer. Além disso, a taxa de crescimento da população não conta para a migração, que é um dos principais motores do crescimento em Luanda.

Voltar ao topo dos dados de Luanda

Educação

A percentagem de crianças em idade escolar que não estão inscritas numa escola tem decrescido nos últimos anos.

Inscrição na Escola Angola (2005 - 2008) em milhares

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Juventude na Escola Angola (2005 - 2008) em milhares

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)
Voltar ao topo dos dados de Luanda

Saúde

Os residentes em Luanda têm muito pouco acesso às instalações e serviços de saúde. Há apenas um médico para cada 4.000 habitantes na cidade. Embora essa taxa seja realmente maior do que em muitas outras províncias de Angola, Luanda tem muito mais pessoas que necessitam de serviços de saúde.

Médicos por 1.000 habitantes (2007)

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Angola Enfermeiros por 1.000 habitantes (2007)

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

Unidades de saúde por tipo (2007)

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)

A malária é um problema generalizado para os moradores de Luanda e Angola. Com base nestas estatísticas, um em cada quatro moradores de Luanda teve malária em 2007. No entanto, é importante lembrar que esta tabela é baseada na do Instituto Nacional de Estatística que aponta para 2,8 milhões a população de Luanda. Se a taxa for baseada numa população de mais de 5 milhões, os casos de malária são um em cada oito residentes em Luanda.

Casos de doenças transmissíveis e mortes por província (2007)

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)
Voltar ao topo dos dados de Luanda

Segurança Social

Entre 8% a 15% dos residentes de Luanda recebe pensões do governo ou de seguros.

Contribuintes, Pensionistas e Segurados pela Província

Fonte: Boletim de Estatísticas Sociais (2009)
Voltar ao topo dos dados de Luanda

Economia

Os preços de alimentos e transportes têm aumentado mais significativamente desde 2003. Os livros também se tornaram mais caros. O índice de preços ao consumidor é uma medida de quanto os custos de bens e serviços aumentaram em relação a um ano de referência - neste caso, em relação a 2003.

Indice de preços ao consumidor, por categoria de produtos

Fonte: Indice de Precos no Consumidor (Dec. 2009)
Voltar ao topo dos dados de Luanda

Últimos Comentários e Diálogo

Participe no diálogo sobre o desenvolvimento dos municípios de Angola, lendo e comentando sobre os posts no Fórum dos Blogs Municipais. Partilhe os seus pensamentos no Twitter para @DWAngola.

Ultimas do Twitter

Ultimos comentarios dos Blogs


Saiba mais sobre Luanda acedendo aos dados e Atlas municipais.